CIBO ou a arte de transformar o ódio em comida

Transformar o ódio em arte usando como armas a criatividade, a ironia e a cultura é a missão de vida de Pier Paolo Spinazzè, mais conhecido nas ruas de Verona por CIBO (palavra italiana para comida). O street artist dedica-se a limpar símbolos fascistas e nazis e também escritas ofensivas raciais das ruas da sua cidade através da arte, pintando por cima graffitis de frutas, legumes e outras iguarias da culinária italiana. 

E porquê comida? “Em Itália comida significa tradição, cultura e orgulho. Significa passar tempo com as pessoas que amamos e compartilharmos alegria”, explica. 

Desde 2008 conta já ter coberto mais de 100 mensagens de ódio. Boa parte delas, conta, tem de refazer várias vezes. “Voltam a pintar mensagens de ódio por cima do que pinto. Agora já sei que o que vou desenhar possivelmente vai sofrer alguma alteração, então começo por desenhar um ingrediente e depois vou acrescentando mais. Torna-se numa performance e, por vezes, acaba numa receita completa. O importante é nunca desistir”, conta. 

CIBO esteve este ano no Congresso dos Cozinheiros, em Oeiras, onde deu a conhecer o seu trabalho em Itália com ecos no mundo e ainda teve a oportunidade de pintar um mural honrando alguns produtos portugueses. 

 
Mais informações: www.instagram.com/cibo.oooo/

Edições do Gosto

Newsletter EG

Faça parte da comunidade gastronómica.

Junte-se à Comunidade Gastronómica EG

* obrigatorio