A Norma de Hugo Alves

Abriu discretamente em janeiro deste ano o restaurante Norma (https://www.instagram.com/norma.pt), em Guimarães. O projeto tem como chefe de cozinha Hugo Alves, eleito Chefe Cozinheiro do Ano 2021. O espaço pretende inserir-se num novo segmento da cidade, apresentando uma carta “com sabores que vão desde o Oriente até ao Alto Minho”. 

O espaço, descrito pelo responsável como “jovem, moderno, com música e muita descontração”, conta com 29 lugares sentados. No futuro, haverá uma esplanada com mais 22. “Queremos criar risadas na sala, alegria e oferecer experiências únicas.” 

O novo desafio trata-se de uma oportunidade para conhecer melhor a cozinha do chefe bracarense de 29 anos. “A carta é uma junção do tradicional com todos os ensinamentos que retive ao trabalhar em restaurantes fine dining [Hugo passou por espaços como o The Yeatman, o Antiqvvm e Pedro Lemos]. É uma carta que pode e deve ser partilhada ainda que tenhamos um menu de degustação por temporada”. 

Para melhor conhecer a proposta gastronómica do Norma, o chefe escolheu três pratos que futuros visitantes devem manter na sua lista must try ao visitar o restaurante. Descubra-os agora: 

O fumeiro e o picante 

“É uma entrada que recria uma viagem imaginária entre a Ásia e o Alto Minho e é composta por umas gyozas com orelha de porco fumada, um molho de cenoura picante com gengibre, pickles de cebolas feitos com molho Su e ceboletes queimados.  

Eu sou um grande fã de cozinha asiática e aqui faço a ponte entre esses sabores que adoro e o fumeiro minhoto. A ligação entre a orelha de porco fumada e o molho de cenoura e gengibre adocicado e picante é, para mim, muito interessante. Uma curiosidade é que todos os pickles que faço têm na sua base molho Su, que gosto muito, e normalmente é utilizado para temperar o arroz do sushi.” 

O fumeiro e o picante

O peixe de anzol e o ravioli  

“Trata-se de um peixe da nossa costa, cuja espécie depende do que nos chega no dia, e que sirvo com um crumble de algas, raviolis de vieira envoltos num molho Tom Yam, espinafres, wasabi e um ar de estragão. 

Novamente, é um prato de ligação à Ásia em que transformei a sopa Tom Yam tailandesa num molho espesso, untuoso, fresco e picante ao mesmo tempo.” 

O peixe do anzol e o ravioli

O sésamo e o limão 
 
“É uma sobremesa, um crème brûlée de sésamo preto e manteiga de amendoim coberto com uma espuma de limão, lemon curd e um crocante de limão e sésamo. 

Adoro manteiga de amendoim e o uso do sésamo preto dá ao creme uma cor mais escura. Este não é um brûlée tradicional mas também usamos gemas, e a textura acaba por ser muito parecida e bastante forte e untuosa. O uso do limão acontece porque tínhamos um limoeiro à porta do restaurante recheado e quisemos aproveitar o produto.” 

O sésamo e o limão

Fotos: Norma Restaurante 

Edições do Gosto

Newsletter EG

Faça parte da comunidade gastronómica.

Junte-se à Comunidade Gastronómica EG

* obrigatorio