António Freitas conquista Etapa Sul e Ilhas do CCA 2023

A Escola de Hotelaria de Portalegre recebeu a 3ª Etapa do Chefe Cozinheiro do Ano. António Freitas, do Casa Velha, foi o vencedor.

A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre recebeu ontem, 27 de Abril, a terceira e última etapa regional da 34ª Edição do Chefe Cozinheiro do Ano (CCA). O júri convidado consagrou António Freitas do Casa Velha, Quinta do Lago, como vencedor.

Aos 25 anos, nascido em GuimarãesAntónio Freitas, chefe do Casa Velha na Quinta do Lago, venceu a etapa sul e ilhas apresentando ao júri um menu composto por “Ervilhas com Chouriço” (amuse bouche vegan); “Bacalhau Frito” (Entrada de Bacalhau); “Açorda de Carabineiro” (Prato de Peixe); “Presa de Porco à Alentejana” (Prato de Carne) e “Primavera no Bosque” (Sobremesa).

Sei a prova que fiz, sei o que apresentei ao júri. Sei que também houve coisas que não correram assim tão bem. Não foi perfeito, mas foi uma boa prova. Creio que terá sido renhido pois somos todos um ótimo conjunto de profissionais e neste caso ganhou aquele a quem correu melhor. O processo foi doloroso, acordar cedo em dias de trabalho, fazer preparações, testar, testar, testar, foi duro, mas neste momento está recompensado todo esse esforço pela vitória. Foi bom também perceber esse reconhecimento do esforço nos detalhes salientados pelo júri. A organização, as pesagens, tudo programado, bem preparado. É um trabalho duro, mas só assim traz frutos.” mencionou António Freitas logo após a entrega do prémio.

A deliberação do vencedor ficou a cargo do júri convidado composto pelos chefes António Bóia[Presidente de Júri] (JNcQUOI, Lisboa), Michele Marques (Mercearia Gadanha, Estremoz), João Oliveira (Vista, Bela Vista Hotel & Spa, Portimão, uma estrela Michelin), Jorge Fernandes (Hotel Memmo Príncipe Real, Lisboa). Como jurado observador esteve ainda João Viegas (CCA 2015; Atlântico, Vila Vita Parc, Lagoa).

Estiveram todos em pé de igualdade, mas com o vencedor a destacar-se com alguns pontos acima da média dos restantes. Veio muito bem preparado, nota-se que treinou bastante, necessitando apenas de limar alguns detalhes. De uma forma geral estava concentrado, confortável, nunca aparentou nervosismo e como chefe manteve sempre o sangue-frio sem nunca se deixar abalar nos momentos mais intensos. A vitória dele é reflexo de tudo isto.”comentou a Chefe Michele Marques no momento de anunciar o vencedor.

A destacar ainda no pódio em Portalegre o 2º e 3º lugares atribuídos pelo júri aos chefes Jeferson Dias (2º classificado, do Palmares Ocean Living & Golf, Lagos) e Gerson Oliveira (3º classificado, do G-Treze, Covilhã).

CCA 2023 – A grande final

Com data marcada para 24 de Maio, a final do Chefe Cozinheiro do Ano será realizada em Lamego, e contará com a presença de 6 finalistas a anunciar brevemente, sendo estes, os concorrentes que reúnem as melhores pontuações globais no conjunto das três etapas regionais já realizadas.

CCA 2023 – As etapas regionais

Terminadas que estão as etapas regionais e enquanto se apuram os finalistas da 34º edição é de relembrar que António Freitas (Casa Velha, Quinta do Lago), junta o seu nome como vencedor aos dois chefes – Diogo Novais Pereira, (chefe e proprietário do Restaurante Porinhos) e João Pereira, (chefe do Hotel Villa Batalha) – que triunfaram a 13 e 19 de abril no Porto e Estoril respetivamente.

Os Patrocinadores

O concurso Chefe Cozinheiro do Ano 2023 tem como Patrocinadores Principais Makro, Estrella Damm, ICEL e NX Hotelaria. Conta ainda com os Patrocinadores Bom Sucesso, Costaverde, LAVA e Esporão. Lamego é o Município Anfitrião da Final Nacional.

Os Parceiros são a Rational, Violife, Prochef, Bonduelle Food Service, Alug’Aqui. Conta com o Apoio das Escolas do Turismo de Portugal, ACPP, Chaîne des Rotisseurs, Rede-T e SARA – HACCP Digital.

A organização da INTER Magazine e das Edições do Gosto.