Chefe do Ano com inscrições abertas até 15 de fevereiro

Esta será a 35ª edição do concurso que anualmente desafia os cozinheiros e cozinheiras profissionais, a mostrarem o seu trabalho culinário.

Estão abertas as inscrições para o concurso Chefe do Ano – anteriormente conhecido como Chefe Cozinheiro do Ano. Esta será a 35ª edição do concurso que anualmente desafia cozinheiros e cozinheiras profissionais a mostrarem o seu trabalho culinário perante os seus pares.  

O desafio é dirigido a todos os profissionais de cozinha residentes em Portugal, com mais de 25 anos ou mais de cinco anos de experiência profissional comprovada. Este ano, os concorrentes terão de apresentar a concurso um menu composto por Entrada de Peixe ou Marisco, Prato Vegetariano, Prato de Carne (o concorrente deve apresentar duas porções de carnes: uma carne vermelha no seu ponto correto de cozedura e uma carne obrigatoriamente cozinhada em tacho) e Sobremesa (com Maçã de Alcobaça). Em todos os pratos é obrigatória a utilização de limão. 

As inscrições decorrem até ao dia 15 de fevereiro e podem ser feitas através do site egosto.pt/chefedoano. 

Ao longo dos 35 anos de existência, já ganharam o título de CCA, reconhecidos profissionais como é o caso de Vítor Matos (Antiqvvm, uma estrela Michelin), António Loureiro (A Cozinha, uma estrela Michelin), Henrique Sá Pessoa (Alma, duas estrelas Michelin), João Rodrigues (Canalha e Projeto Matéria), Luís Gaspar (Sala de Corte, Brilhante e Pica-Pau), Ana Magalhães e, mais recentemente, Jeferson Dias (Palmares Ocean & Living Resort). 

De acordo com a organização: “Este é um concurso que continua a marcar a atualidade gastronómica nacional e a desafiar os cozinheiros e as cozinheiras de Portugal a mostrarem o seu trabalho ao país. É um desafio que todos os anos é bem acolhido pela classe e que significa um marco importante na carreira de quem participa. É sinal de que a nossa cozinha continua a apaixonar os milhares de profissionais por este país fora”. 

A edição de 2024 dividir-se-á em três etapas regionais — que acontecem em abril — e uma final nacional a acontecer em maio. Os finalistas serão apurados com base nos resultados obtidos nas etapas regionais. O júri é presidido pelo chefe António Bóia, chefe de cozinha do JNcQUOI, em Lisboa. 

Quanto a prémios, além do título de Chefe do Ano, será atribuído o Prémio Inovação Helmut Ziebell, em homenagem ao chefe com o mesmo nome — entre outros a designar. 

O regulamento completo, o modelo de ficha técnica e o formulário de inscrição, estão disponíveis aqui