Encurtar distâncias

Encurtar a distância entre a origem dos alimentos e o restaurante permite ter um discurso gastronómico inclusivo e fornecer ao consumidor a opção de ao realizar o consumo estar também a contribuir para a manutenção das atividades tradicionais e também para a redução da pegada de carbono. 

Nos últimos anos, tornou-se comum os menus de restaurantes mencionarem os nomes dos produtores dos ingredientes usados nos seus pratos, assim como, a sua origem. Sobretudo como forma de homenagear a pessoa responsável e também de dar a conhecer o seu trabalho ao consumidor.

Alguns vão mais longe ao usar nos seus menus, produtos inteiramente da região onde estão localizados. Veja-se o caso do chefe António Loureiro, que no seu A Cozinha (uma estrela Michelin), tudo o que utiliza na cozinha encontra-se no máximo a 50km da cidade de Guimarães, onde está localizado o restaurante. Ou o caso dos restaurantes do Hotel Sublime Comporta e da Herdade do Esporão, ambos localizados no Alentejo, que em terrenos próprios têm a possibilidade de desenvolver e cuidar das suas próprias hortas com legumes e verduras e árvores de fruta.

Foto: DR

Edições do Gosto

Newsletter EG

Faça parte da comunidade gastronómica.

Junte-se à Comunidade Gastronómica EG

* obrigatorio