Sem Espinhas: Marcelo Oliveira

Sem Espinhas é uma rubrica que dá a conhecer primeiro a pessoa, depois o profissional. Guilty pleasures, refeições estranhas e ingredientes improváveis são temas que fazem parte deste questionário. O convidado que se segue chama-se Marcelo Oliveira e é chefe da Cav 86, em Lisboa.

Se não fosses cozinheiro o que terias sido? Músico, baterista.

Qual é aquela receita que nunca te sai bem? As que não testei mais de cinco vezes.

Que ingredientes improváveis resultam muito bem? Há vários. Alguns exemplos: figo com iscas de Pato, laranja com carne de vaca e melão com amarguinha.

Qual foi a refeição mais estranha que já tiveste? Cérebro de porco!

A primeira vez que cozinhaste, preparaste o quê? Não  me recordo muito bem, mas certamente que foi um strogonoff ou um bolo de cenoura.

O que comes depois do serviço? Junk food! Mas se puder escolher um belo açaí com paçoca. 

Qual é o teu maior guilty pleasure? UmaPizza ou um croissant de nutella.

Qual o maior erro que já cometeste numa cozinha? Um clássico da cozinha que arrebenta com qualquer dia de fecho: lavar a fritadeira e, na sequência, ao repor o óleo esquecer-me da torneira aberta. Uma tristeza sem fim!

A quem confiarias a tua cozinha por um dia? Alexandre Ballarin – trabalha comigo na Cav 86.

Qual é o restaurante que gostavas de ter mas não é teu? La borratxeria ou Manó Manioca, em São Paulo.

Foto: Humberto Mouco

PUB

Edições do Gosto

Newsletter EG

Faça parte da comunidade gastronómica.

Junte-se à Comunidade Gastronómica EG

* indicates required
Área de profissão *